sábado, 19 de Abril de 2014

quarta-feira, 16 de Abril de 2014

A minha primeira Pavlova




Uma lista de novas receitas e experiências aguardam ser riscadas em 2014. Uma delas era fazer uma Pavlova.
Um almoço antecipado de Páscoa, serviu de desculpa para a riscar e arriscar. 
Após várias pesquisas, foi com a receita do Blog As Minhas Receitas, que por sua vez  seguiu a da Donna Hay, que decidi pôr as mãos-à-obra.
Acertei em cheio, pois a Joana indica passo-a-passo como se deve fazer, dando as dicas certas. Não há hipótese de errar. No meu caso, apenas precisarei de afinar o tempo de cozedura, para que fique no ponto, pois a primeira que fiz, secou um pouco o interior, não ficando cremosa como deveria. Como não há uma sem duas, nem duas sem três, nada melhor que repetir a dose já no próximo fim-de-semana e aproveitar fazer um ninho da Páscoa diferente.
Independentemente do resultado, esta foi sem dúvida especial. Especial pelo dia em que foi servida, pelo almoço, pelas pessoas que presentei, pelas boas novas recebidas e acima de tudo especial para mim, porque fiz a minha primeira Pavlova.

Ingredientes:
Pavlova
4 claras de ovo (150 ml)
220g de açúcar
2 colheres (chá) de amido de milho ( Farinha Maisena)
2 colheres (chá) de vinagre de vinho branco

Mousse
100g de chocolate
3 ovos

Preparação:
Ligar o forno e regular para os 150º
Bater as claras em castelo,mas sem ficarem demasiado duras. Adicionar o açúcar aos poucos, batendo com a batedeira eléctrica entre cada adição de açúcar.
As claras devem ficar completamente duras e muito brilhantes ( se não atingiu este ponto, nem vale a pena colocar no forno)
Juntar agora o amido de milho peneirado e o vinagre e mexer bem com uma vara de arames para envolver muito bem.
Forrar um tabuleiro com papel vegetal e desenhar um círculo com 18 cm de diâmetro. Colocar as claras dentro desse círculo e com a ajuda de uma espátula molde as claras de modo a ficarem dentro do círculo e direitinhas, como se de um bolo se tratasse.
Colocar a pavlova no forno e reduza-o para 120º.
Deixar cozinhar a pavlova durante 1h20 e evite abrir a porta do forno. Ao fim desse tempo desligue o forno e deixe-a arrefecer completamente lá dentro antes de a retirar.

Entretanto, preparar a mousse.
Derreter o chocolate em banho-maria. Assim que esteja derretido, juntar as gemas e bater entre cada adição. Por fim, envolver as claras em castelo.
Guardar no frio, até servir.

Na hora de servir, coloquei a mousse no centro e decorei com morangos inteiros, polvilhando com açúcar em pó. Pode servir com natas frescas batidas em chantilly e fruta a gosto.






Bom Apetite!


Fonte: Blog As Minhas Receitas e Donna Hay in Masterchef Australia

sábado, 12 de Abril de 2014

Um dia para mais tarde recordar...com Brownies de Cheesecake



Há dias especiais e pessoas especiais. Hoje foi um desses dias junto dessas pessoas, que associo a estes dois ingredientes: Chocolate e Cheesecake. O primeiro porque ambos gostam e o segundo, porque a pessoa em questão faz o melhor cheesecake que eu alguma vez comi na vida.
Um almoço de afectos, com notícias felizes e para assinalar este dia importante, ao chegar a casa, fui para a cozinha e inspirada pela Rachel Allen, fiz um bolo de chocolate com cheesecake.



Ingredientes:
Bolo de Chocolate
100g de chocolate
100g de manteiga
3 ovos
125g de açúcar
75g de farinha com fermento
1 colher (sopa) de cacau
1 pitada de sal

Derreter o chocolate em banho -maria. Juntar a margarina, o açúcar e bater. Adicionar os ovos e bater entre cada adição. Envolver a farinha com o cacau.
Deitar numa forma quadrada ( 20cm), previamente untada com margarina, e forrada com papel vegetal.

Creme de queijo
200g de queijo creme
2 gemas de ovos
75 g de açúcar

Numa taça, deitar o queijo creme, as gemas e o açúcar.
Bater até obter um creme fofo.

Deitar sobre a massa de chocolate e com um garfo, misturar fazendo espirais, para envolver na massa de chocolate.
Levar a forno pré-aquecido, a 180º, cerca de 30 a 35 minutos.
Deixar arrefecer antes de desenformar.



Bom Apetite!

sexta-feira, 11 de Abril de 2014

"Dicas & Sugestões" - Açúcar em Pó ...e baunilhado!


A economia doméstica está na ordem do dia, mas para mim esteve sempre presente. Aprendi desde tenra idade, com a minha mãe e avó, a não estragar, a reciclar e a criar alternativas para produtos prontos a comprar. Em minha casa, sempre se fez o pão ralado, molho béchamel, puré de batata, açúcar em pó, e muito mais. Hoje mantenho os mesmos hábitos,  e quando se tem uma Bimby,a tarefa fica bem mais facilitada.
Desta vez, para além de fazer o simples açúcar em pó, resolvi aromatizá-lo. Uma vagem de baunilha religiosamente embalada, foi parar ao recipiente do açúcar e por lá ficou. Isto foi há uns meses, perto do Natal, e hoje quando utilizo o açúcar, este emana um aroma subtil a baunilha. Certo que não é como o de compra, porque sei que existem técnicas próprias para fazer o açúcar baunilhado, mas ficou agradável, gostei e quando utilizar a vagem de baunilha, ela regressará ao recipiente, porque depois de aberta e extraídas as sementes, o aroma será de certeza bem melhor.
A minha solução simples e económica, sempre pronta a utilizar. Ideias simples que resultam !!!

Mãos à obra:
Deitar 100g Açúcar Branco, no copo da Bimby (bem seco).
Marcar 15 Seg/ Vel.9.
Guardar num recipiente hermético, próprio para conservar alimentos secos.


Antes...
...e depois. O resultado final!

Boa Semana!

quarta-feira, 9 de Abril de 2014

Saúde à Mesa - Show Cook com o Chef Luís Machado - 10 Abril 2014


Conheço a revista Saúde à Mesa, desde o nº 1 e tem sido para mim uma inspiração na forma como cozinho, pois gosto de comer bem e de forma saudável. São receitas que saem sempre bem.
Nada melhor para constatar, que não seja provar as iguarias saudáveis sugeridas pela Saúde à Mesa. A pensar nisso, estará o Chefe Luís Machado, no próximo dia 10 de Abril, no Centro Comercial Dolce Vita Tejo*, das 18 às 20 horas a confeccionar 4 receitas ao vivo, onde todos os que por lá aparecerem, terão oportunidade de aprender e degustar.
Apareçam, a entrada é livre.

*Morada do Dolce Vita Tejo: ( Av. Cruzeiro Seixas, 5 e 7, 2650 Amadora)
 

segunda-feira, 31 de Março de 2014

"Reciclar é Poupar" - Pudim Fôfo de Frango


Na 6ª feira, tinha deixado a descongelar frango cozido, já desfiado. Em mente, fazer frango de fricassé, algo que não faço há muito tempo e que adoro.
De repente o fricassé ficou fora de questão, bem como a alternativa seguinte, ou seja, de tomatada. Bem lá no fundo, apetecía-me algo diferente, do que costumo fazer. Eis que, de repente, espreitei a despensa e  saltou-me à vista uma lata de leite de côco. Nem mais, iria sair frango desfiado com molho cremoso de côco e caril, acompanhado com arroz basmati.
Em 30 minutos tinha o jantar na mesa. Chegou e sobrou.
E agora o que fazer com as sobras?
Repetir a dose no almoço seguinte, não estava muito para aí virada. Lembrei-me de fazer umas empadas, mas o tempo disponível para estar na cozinha, não era muito. De repente, ocorreu-me que tinha claras congeladas, e uma dose de seis era mais que suficiente para o que eu pretendia, ou seja, fazer uma espécie de suflê de frango. Resultado, consegui algo fofo e saboroso.
Uma saída airosa para um resto de frango desfiado com molho de caril, que servi acompanhado de uma salada de alface.


Ingredientes:
200g de frango desfiado com molho de caril
150g de batata palha
200ml de natas ou creme de soja.
6 claras
sal, pimenta q.b
pão ralado p/ gratinar

Num tacho ou frigideira larga, deitar o frango desfiado com molho cremoso de côco e caril e deixar aquecer, mexendo sempre.
Juntar as natas e mexer, deixando aquecer em lume brando.
Envolver as batatas palha no preparado para amolecerem.
Apagar o lume.
Bater as claras em castelo. No meu caso, como estavam congeladas ( Bati na Bimby: Deitar as claras em bloco, congeladas e dar uns 3 a 4 toques de Turbo para as desfazer, depois bater 6 min/37º/Vel.4, com a borboleta colocada).
Envolver as claras no preparado e deitar no recipiente previamente untado com margarina.
Polvilhar com pão ralado e levar a forno quente, 220º, cerca de 25 minutos a gratinar.



Bom Apetite!

sábado, 29 de Março de 2014

"Apenas 30 Minutos" - Molho de Tomate, Atum e Cogumelos com Búzios Coloridos


Chegado o final do mês, nada como fazer uma vistoria ao que há na despensa, frigorífico e congelador,  para melhor gerir o orçamento doméstico e preparar as compras do próximo mês. Se pensarmos bem, evitamos idas desnecessárias às compras, bem como, custos por vezes supérfluos.
Passei a semana, sem ir ao supermercado. No sábado passado, apenas comprei os frescos habituais, ovos, iogurtes, queijo, a fruta e legumes. Abastecida de frescos, com o necessário na despensa e congelador, ementas pré-planeadas, não tinha como fugir ao objectivo delineado: não gastar nem um cêntimo em compras. Sinto-me feliz, consegui cumprir!!!
O dinheiro custa a ganhar e cada dia que passa, a racionalidade na hora de o gastar, é cada vez maior. Ao planear, tendo sempre produtos essenciais na despensa, frigorífico e congelador, com muita imaginação, conseguimos ter bons pratos com desperdício zero. Foi o caso deste molho de tomate e atum, ao qual juntei cogumelos. Ficou bem saboroso e serviu para o almoço do dia seguinte, ao qual juntei bróculos cozidos a vapor.
Com meio pacote de massa búzios coloridos para terminar, 2 latas de atum, 1 lata de tomate pelado e uma lata de cogumelos fez-se uma refeição agradável em menos de 30 minutos.


Um prato económico, rápido e versátil para qualquer dia da semana.

Ingredientes:
Para 4 pessoas .
400g massa (a gosto). Utilizei 1/2 pacote de massa búzios.
1 cebola,
2 dentes de alho
1 folha de louro
0,5 dl de azeite ( geralmente cubro o fundo do tacho)
1 cenoura ralada
4 tomates cortados em cubos, ou 1 lata de tomate pelado pequenas ( que tem 4 tomates inteiros)
1 dl de vinho branco
2 latas de atum pequenas
1 lata de cogumelos (180g)
Ervas de Provence q.b.
Sal, Pimenta e noz-moscada q.b.

Num tacho, deitar o azeite,a cebola e o alho picadinhos junto com a folha de louro. Mexer para não deixar queimar. Assim que a cebola ficar translúcida, deitar a cenoura ralada e de seguida o tomate cortado em pedaços. Deitar o vinho branco, mexer bem e deixar cozinhar uns 10 minutos.
Entretanto, levar a massa a cozer, em água fervente temperada com sal. Coze em 7 minutos.
Assim que o molho de tomate estiver cozinhado, juntar o atum e os cogumelos escorridos. Temperar com as Ervas de Provence, pimenta e noz-moscada ( moídas na hora). Mexer e levar ao lume a apurar mais 5 minutos.
Assim que tiver apurado, retirar do lume.
Escorrer a massa entretanto cozida.
No prato, colocar a massa e por cima deitar o molho de tomate, com atum e cogumelos.
Polvilhar com queijo ralado e servir.

Sugestão: Pode juntar raminhos de bróculos cozidos a vapor.




Bom Apetite!



terça-feira, 25 de Março de 2014

Há 4 anos por aqui...


Parece que foi ontem e já passaram 4 anos...
Devagarinho, entrei neste mundo virtual, sem qualquer obrigação e já lá vão 243 publicações, 223 seguidores, 246 924 visualizações, além dos 1092 amigos na Rede Social Facebook.
Bago a bago, o blogue vai crescendo, sem pretensões e sem tendências "fashionistas" ditadas pelo "mercado", sendo o meu único objectivo partilhar com o coração o que mais gosto. Se muitos ou poucos se identificam com o que publico, isso é excelente, pois para mim agradar a uma pessoa que seja, com uma publicação, já me deixa muito feliz e por isso aqui continuo...
Não escondo o enorme prazer que é ir crescendo à medida que o número de leitores aumenta, pois eles exigem de mim mais rigor e um cuidado maior na escolha das publicações. Ainda assim, desafio-me a mim  mesma com uma maior qualidade fotográfica, sem grandes produções ou material profissional, como amadora que sou. Não quero dizer com isto que não haja objectivos mais ambiciosos, pois o futuro é uma incógnita. Todavia, uma promessa fica: manter a autenticidade e a essência que me caracterizam e que me identificam. Portanto, cabe a quem o lê, dar o seu veredicto.
Um blogue é feito para ser lido e visto, logo quero deixar o meu agradecimento a todos os que aqui passam, mesmo silenciosos, mas que deixam a sua marca, partilhando e divulgando o Bago de Romã.
Quando me perguntam porque é que faço um blogue sem ganhar nada, a minha resposta é muito simples: porque me faz feliz!!!!



Bem Hajam!!!

terça-feira, 18 de Março de 2014

Flan de Pêras no Micro-ondas


Esta receita estava marcada há muito tempo para testar. Ontem, enquanto preparava o jantar, fiz este rápido e delicioso pudim. 
Não sou muito adepta de cozinhar no micro-ondas, mas de vez em quando, sabe bem, não ter muito trabalho para conseguir uma agradável sobremesa relâmpago.
Em menos de 15 minutos, o flan de pêras estava pronto a servir.


Ingredientes:
3 pêras ( utilizei 6 pêras pequenas)
1 colher (sopa) de açúcar
2 colheres (sopa) de sumo de limão

Para o Flan:
2 dl de leite
2 ovos
2 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (sopa) de amido de milho ou Farinha Maizena
1 colher (café) canela em pó

Preparação:
Descasque as pêras, corte-as ao meio, retire-lhes os caroços e corte-as em gomos.
Deite os gomos para um prato que possa ir a micro-ondas, regue-os com o sumo de limão, polvilhe-os com o açúcar e leve ao micro-ondas durante 2 minutos a 400 w.
Faça a mistura do flan: Numa tigela, misture os ovos com o açúcar e a canela, junte o amido e o leite e mexa bem.
Escorra as pêras, regue-as com a mistura anterior e leve de novo ao micro-ondas durante 6 minutos a 600 w.
Retire, polvilhe com um pouco mais de canela em pó e sirva morno ou frio decorado a gosto.



Bom Apetite!

Fonte: TeleCulinária nº 1432, de 18/09/2006

domingo, 16 de Março de 2014

Queques de Laranja com Sementes de Chia


Há uns tempos o Blog a "Menina da Mamã" desafiou-me para fazer uma receita e participar numa rubrica do seu blog. Como o Blog é feito por uma mamã e para mamãs, pensei de imediato numa receita adequada a crianças.
Quem não gosta de queques? Um bolinho facilmente transportável, principalmente para as crianças que levam lancheira para a escola. A pensar nisso, fiz uns queques de laranja ideias para toda a família, aos quais adicionei sementes de Chia. A Chia é uma planta semelhante à linhaça, mas nutricionalmente mais completa, rica em fibra, ómega 3, vitaminas e minerais indispensáveis ao bom funcionamento do nosso organismo. Para aproveitar ao máximo todas as suas vantagens, basta juntar 15g destas sementes, por dia, à alimentação diária, por exemplo, aos batidos, iogurtes, tartes, saladas, aos cereais do pequeno-almoço e aos bolos, como no caso em que aproveitei para acrescentar à receita destes queques.



Ingredientes:
(18 queques)
1 laranja inteira (de preferência biológica sem químicos)
220g açúcar amarelo
150g de óleo vegetal
4 ovos
150g de farinha de trigo com fermento
150 farinha integral
1 colher (chá) de fermento em pó
1 colher (sopa) de sementes Chia
Margarina para untar as formas ou 18 forminhas de papel

Modo Bimby
Pré-aquecer o forno a 200º.
Colocar as formas de papel dentro das formas, ou caso não tenha, untar as formas com margarina e polvilhar com farinha.
No copo da Bimby deitar a laranja com casca, mas sem caroços,  cortada em quartos e o açúcar. Marcar 50 Seg/ Vel.8, para reduzir a laranja e o açúcar a puré.
Colocar a Borboleta, juntar os ovos e bater 5 Min/Vel.4
De seguida juntar o óleo e bater mais 10 Seg/Vel.4
Retirar a Borboleta e deitar as farinhas, o fermento e as sementes chia. Envolver 30 Seg/Vel.4
Deitar nas formas e levar ao forno 15 a 20 minutos. Convém vigiar, pois os fornos variam. Estão prontos, quando apresentarem uma cor dourada e não cederem ao toque.

Modo Tradicional
Pré-aquecer o forno a 200º.
Colocar as formas de papel dentro das formas, ou caso não tenha, untar as formas com margarina e polvilhar com farinha.
Num copo liquidificador, deitar a laranja, com casca e sem caroços, juntamente com o açúcar e reduzir a puré.
Juntar os ovos e o óleo e bater cerca de 5 minutos, até obter um creme.
Por fim deitar as farinhas com o fermento e as sementes chia e bater mais uns segundos, para envolver a farinha no creme.
Deitar nas formas e levar ao forno 15 a 20 minutos. Convém vigiar, pois os fornos variam. Estão prontos, quando apresentarem uma cor dourada e não cederem ao toque.



Bom apetite!