sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Os Muffins da Donna Hay


Se há programas na televisão que me prendem, os de culinária, estão no topo e hoje com canais especializados a escolha é por vezes difícil. Tenho as minhas preferências e mesmo quando repetem alguns programas , eu não me canso de ver os que mais gosto, como o caso da "Rápido, Fresco e Simples" da Donna Hay. Permitem-me  rever algumas das receitas e tomar algumas notas, sim eu tomo notas, porque não há nada melhor do que ver fazer, em vez de só seguir uma receita escrita.

Num desses programas a Donna Hay fez a sua receita de Muffins ( vou apelidar como tal dada a origem da receita, pois eu continuo a chamar Queques, o nome que sempre demos em Portugal para bolos feitos de igual forma, e tendo uma palavra em português, não vejo razão para falar em inglesismos. Aborrece-me sinceramente ver a profusão de nomes em inglês para palavras que existem na nossa língua materna). Aparte deste pormenor e indo ao cerne da questão, debrucemo-nos então no essencial que é a receita fantástica, simples e muito rápida de fazer que quero partilhar convosco.

Concluindo, o que mais gostei de aprender com a Donna Hay foi a técnica de preparar a base seca e a base líquida em separado. Outra das vantagens desta receita  é usar como medida uma chávena, dispensado pesagens, pois num ápice e sem desculpas, há bolinhos a sair do forno.

Massa Base
*Base Seca*
2 cháv. e meia de farinha 
1 chávena de açúcar em pó (Usei açúcar amarelo)
1 c. chá de fermento em pó

*Base Líquida*
1/2 cháv. de óleo de girassol (Usei óleo vegetal)
1/2 cháv de leite (Usei sem lactose)
1 ovo
1 c. chá de extracto de baunilha

Ingredientes adicionais ( podem variar em cada receita).
2 bananas maduras esmagadas
150g chocolate negro picado

Nota: Chávena tem capacidade de 200 ml

Adicionar 300g de mirtilhos congelados ou 1 cháv. de banana madura esmagada ou banana e chocolate como os que fiz.

1. Preparar a base seca e a líquida em recipientes separados.

2. Numa taça deitar os ingredientes secos. Misturar e abrir um buraco ao centro, onde deitará a base líquida.

3. Bater o ovo com o óleo e o leite. Juntar o extracto de baunilha e adicionar à base seca.

4. Envolver os preparados com a colher de pau, de forma a formar uma massa homogénea.

5. Por fim adicionar os mirtilhos ou frutos silvestres congelados, ou a polpa de banana, ou a banana esmagada com pedaços de chocolate.

6. Levar em formas de queques, em forno pré-aquecido a  180º C, 30 a 35 minutos.

Nota: Os Muffins que fiz, tiveram como base farinha normal e integral ( 2 chávenas de farinha normal para meia de farinha integral, 2 bananas maduras esmagadas e 100g de chocolate negro em pedaços.


Ideais para quem tem crianças porque são óptimos para levar na lancheira,  são excelentes para todas as idades,  quer ao  pequeno almoço, a acompanhar uma chávena de chá ou até como um snack .

Sempre que visito amigos ou família onde há crianças gosto de levar este tipo de bolinhos, pois são mais práticos e todas as crianças gostam, além de que se fazem num piscar de olhos. Este Verão já sairam do forno umas quantas fornadas e todas foram aprovadas por quem os provou, resultado estes Muffins passaram de imediato à lista das receitas a repetir.




Bom Apetite!

domingo, 23 de agosto de 2015

" A Cozinha dos Amigos" - Caçarola Alentejana no Forno


O que me dá mais prazer do que fazer a minhas receitas é provar petiscos e receitas feitas pelos meus amigos, como o caso desta Caçarola Alentejana, acabada de baptizar como tal, pois o engraçado é que me ensinaram a fazer passo a passo, deixaram-me fotografar mas não me disseram o nome da receita.
Os meus amigos apenas lhe chamam Miminho, e têm razão é mesmo  um miminho altamente calórico mas igualmente saboroso, um tanto inimigo de qualquer dieta saudável é certo, mas quem não gosta de pecar e se sentir mimado de vez em quando...


Ah pois é, todos merecemos e nada melhor do que o fim-de-semana para dar um choque ao organismo e o fazer acordar para a vida, plena de sabores proibidos. Abençoado fim-de-semana!!!
Nada melhor mesmo que do que um encontro de amigos que não se vêem há muito, e como sempre, os bons encontros têm comida, boa e variada. É à mesa, que as conversas decorrem animadas entre risadas e um hummmmm, que delícia... e sempre a boa expressão " troca o mal que faz pelo bem que sabe" e " dias não são dias" e é a pensar nesses dias, que partilho esta receita feita pelo Manel e pela Célia, Sei que é uma receita conhecida da maior parte das pessoas, mas o certo é que nunca tinha provado; sei que não nenhuma novidade, mas os meus amigos são especiais e deram seu toque personalizado e isso é fundamental para tornar uma receita única e especial. 
Recomendo que seja feita com o pão alentejano e chouriço alentejano (de porco preto, fica soberbo), senão não era uma "caçarola alentejana", e de facto esse pequeno pormenor faz diferença no sabor.
Agora mãos à obra e bom proveito!

Ingredientes:
1 Pão alentejano (dos grandes)
1 cebola pequena
2 dentes de alho
azeite q.b.
1 chouriço ( de preferência alentejano)
150g de bacon
1 colher de sopa de maionese
200g Queijo mozarella ralado

1. Pré -aquecer o forno a 200ºC.
Retirar o interior do pão, formando uma caçarola de forma a que o miolo saia o mais inteiro possível, pois será cortado em fatias que servirão de tostas para acompanhar o petisco. Reservar o topo do pão que servirá de tampa.
2. Num tacho, fazer um refogado com a cebola e o alho picadinhos e o azeite. Juntar o chouriço e o bacon previados cortados em pequenos pedaços e deixar estufar uns  minutos.
3. Deitar metade do preparado no pão, juntar a maionese e metade do queijo mozarella ralado. repetir e terminar com uma boa dose de queijo ralado.
4 . Levar ao forno, cerca de 20 minutos de forma a envolver o preparado no queijo para obter a pasta desejada, tipo fondue que irá servir para barrar as tostas.
5, Aproximadamente 10 minutos antes, colocar o miolo de pão fatiado e a tampa do pão para tostar.
6. Assim que o pão estiver tostado, retirar e servir quente.

É um petisco bem pecaminoso, para aqueles dias de festa em que a palavra de ordem é diversão sem limites

Retirar o miolo do  pão, sem estragar de forma a fazer pequenas tostas
Deitar o preparado com o chouriço e o bacon, no interior do pão 
Fazer camadas:
Preparado do bacon e chouriço, maionese, queijo ralado. Terminar com o queijo ralado.
Acabado de sair do forno, pronto a servir!

Bom Apetite!

Fonte: Cozinha dos Amigos Célia e Manel

sábado, 22 de agosto de 2015

"Sem Peso na Consciência" - Overnight Oats




Sem peso na consciência poderá se um dos meus lemas de vida, tal como Carpe Diem
Adoro a vida, a natureza, os bons momentos, os amigos e acima de tudo adoro comer e tirar partido de cada instante e de cada dia, principalmente de cada uma das refeições.

Vivo dia-a-dia sem peso na consciência, por me empenhar em tudo o que faço com a máxima dedicação, empenho e honestidade. 
Sou pela verdade e  justiça e abomino a mentira, a má-educação, a vigarice, a falsidade e acima de tudo detesto mesmo, mas mesmo...comer mal!

Vivo dia-a-dia sem peso na consciência, nas minhas atitudes e escolhas e no que toca  às minhas refeições, opto sempre  por uma alimentação o mais saudável possível. 
Sendo o  pequeno-almoço uma das refeições mais importantes do dia, encontrei este Verão uma opção que num instante se tornou habitual na minha mesa matinal: Os Overnigt Oats, ou traduzindo à letra , aveia de véspera.
Os flocos de aveia dispensam a cozedura, pois maceram de véspera com leite e iogurte , num frasco tapado, que vai ao frigorífico durante a noite para comer na manhã seguinte. A este preparado pode-se juntar fruta fresca, frutos secos, sementes variadas obtendo assim uma refeição rica nutricionalmente que permite começar o dia com a energia necessária  para enfrentar os desafios que uma vida agitada obriga.


Versátil, fácil e saboroso, eis um dos overnight oats que faço regularmente ao qual vou variando a fruta e as sementes. Este foi com quivi, mas tenho feito as mais variadas combinações, sendo uma das minhas preferidas, a de maçã cozida ou assada com canela.

Para 1 pessoa
Ingredientes:
Base
4 a 5 colheres de sopa de leite magro ( uso leite sem lactose)
3 colheres de sopa de flocos de aveia
2 colheres de chá de sementes de chia
1 iogurte natural ( pode usar de aromas ou grego)

Opcional: fruta fresca, sementes de girassol, linhaça, bagas góji ( que devem ser hidratadas previamente, uma hora antes em água), aromatizar com canela, cacau puro e adoçante ou mel.

Preparação:
Na noite anterior, misturar a aveia com o leite e reservar durante 30 minutos, no frigorífico, num copo de vidro com tampa.
Misturar depois o iogurte com as sementes de chia e colocar por cima da aveia.
Deixar no frigorífico durante a noite, tapado.
Pode adicionar canela, cacau ao preparado. De manhã adicionar a fruta a gosto e as sementes. Há quem junte logo a fruta, mas eu prefiro juntar apenas na hora de comer, para não fermentar.

Overnight oats 

Numa taça deitar fruta a gosto

Juntar os Overnught Oats e polvilhar com canela ou cacau a gosto

Adoçar ( opcional), mexer e está pronto a comer!

Bom Apetite!

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Salteado de Camarão com Cogumelos


Em menos de 30 minutos o jantar está na mesa. Saudável, equilibrado e ideal para quem deseja uma refeição saciante, sem hidratos de carbono.


Ingredientes:
- 2 Pessoas -
250g de cogumelos frescos
250g de gambas
2 dentes de alho
Gengibre
Azeite
1 colher de sobremesa de molho de soja

Preparação:
1.Na Wok ou numa frigideira larga deitar um fio de azeite e levar a aquecer.
2.Juntar o alho picadinho e o gengibre ralado (equivalente a uma colher de chá) e  o molho de soja. 3.Mexer cerca de meio minuto juntando de seguida os cogumelos previamente arranjados e laminados.
4.Deixar saltear e após alguns minutos  adicionar as gambas ou camarão, mexendo sempre até apresentarem uma cor rosada.
5. Servir a gosto. Simples ou acompanhar com uma salada.

Sugestões várias:
Usar gambas ou camarão já cozidos.
Adicionar legumes a gosto, por exemplo, cozidos ao vapor que tenham sobrado da refeição anterior, ou curgete em juliana, raminhos de bróculos.
Servir como entrada ou como refeição principal acompanhada a gosto.



Bom Apetite!


Fonte: Livro "A Dieta dos 31 Dias - Da nutricionista Ágata Roquette

sábado, 8 de agosto de 2015

Micro Delícia - Omeleta de Queijo e Fiambre no Micro-ondas




Final de mais uma semana de trabalho, é 6ªfeira e há que renovar o que há no frigorífico.
Sopa a terminar, um resto de queijo mozarella fatiado e fiambre prontos para irem para a frigideira transformarem-se numa tortilha, ou numa omeleta. Optei pela segunda opção, pois era a oportunidade ideal para experimentar a minha última aquisição: A Micro Delícia.

Em apenas 5 minutos, está no prato uma linda e saborosa omeleta pronta a comer. Sem qualquer gordura, bastou colocar os ingredientes e dois ovos batidos, na Micro Delícia, um utensílio da Tupperware para cozinhar no micro-ondas. Resta-me dizer que pela primeira vez as minhas omeletas saem perfeitinhas. Aprovadíssimo.

Antes de ir ao mico-ondas
Após 5 minutos no micro-ondas

Ingredientes:
2 ovos
fiambre de aves
queijo mozarella
manjericão q.b.

Bater os 2 ovos à temperatura ambiente com um pouco de leite ou água até formar um pouco de espuma.
Colocar os ingredientes na base da Micro Delícia. (Não usei sal dado o fiambre e o queijo já serem salgados. Optei por aromatizar com  manjericão seco).
Deitar os ovos batidos por cima.
Tapar e cozinhar no micro-ondas, durante 5 minutos a 400 watts.
Servir de imediato.


Bom Apetite!

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Meatzza à Moda da Romã



Desde que fiz a primeira vez a Meatzza, tenho repetido várias vezes a receita. Simples e muito rápida de fazer, torna-a apetecível, principalmente quando a vontade de cozinhar ao fim de um dia de trabalho não é muita.
Tantas vezes a mesma receita, que um dia me deu vontade de fazer algo diferente e aproveitando o tomate suculento e maduro que o Verão nos dá em abundância,  nada melhor que fazer a experiência, que deixo aqui como sugestão. A Meatzza original ficará para aqueles dias, em que    não há tomate fresco, mas sim uma lata de tomate pelado na despensa...
A base mantém-se de carne temperada com sal, pimenta, oregãos e noz-moscada, ligada com dois ovos, sem pão ralado nem flocos de aveia. Feita a base, untar com azeite, uma tarteira ( pirex ou grés), colocar o preparado da carne, a forrar o fundo, com dois dedos de espessura.
Por cima da carne, dispôr o tomate, cortado às rodelas. Temperar com oregãos secos e polvilhar com queijo mozarella ralado, em quantidade generosa.
Levar ao forno pré-aquecido, a 220ºC, cerca de 35 a 40 minutos.
Servir a gosto. Eu apenas acompanho com uma boa salada, ou legumes. 

Ingredientes:
500g de carne picada ( peço sempre no talho, para picar uma mistura de carne de vaca e porco)
2 ovos
4 tomates maduros
Queijo Mozarella q.b ( uma quantidade generosa)
Sal, pimenta ( uso 5 Bagas da Margão) e noz-moscada
Oregãos q.b (a gosto)

1. Pré-aquecer o forno a 220ºC
2. Numa tigela misturar a carne picada com os ovos. Temperar com sal, pimenta, noz-moscada e oregãos secos e envolver .
3. Untar uma tarteira de louça que possa ir ao forno ( pirex ou grés), com azeite.
4. Deitar o preparado da carne, calcando bem de forma a formar a base da Meatzza. Fica mais ou menos com uma espessura de dois dedos.
5. Cortar o tomate às rodelas e dispôr por cima da base.
6. Polvilhar o tomate com oregãos e terminar com uma boa dose de queijo mozarella ralado.
7. Levar ao forno cerca de 35 a 45 minutos (varia de forno para forno), até gratinar. 
Acompanhar com legumes ou salada.
Sugestão: Usar tarteiras pequenas para doses individuais, é pratico e visualmente mais apelativo.

Bom Apetite!



quinta-feira, 30 de julho de 2015

Cogumelos e Espinafres em Molho Cremoso


Não escondo o meu gosto pela boa comida e pelo estilo de vida saudável. Adoro comida saborosa mas pondero sempre o bem e o mal que ela pode fazer, por isso procuro sempre ler mais e procurar conhecimentos vários sobre saúde e nutrição.
Na minha biblioteca co-habitam vários livros, entre eles muitos livros de culinária, de saúde, medicinas alternativas, nutrição e bem estar e entre eles não podiam faltar os da Dra. Ágata Roquette e da sua Dieta dos 31 dias, pois neles encontrei alguém com quem me identifico, alguém que alia a boa comida a um modo de vida saudável.
Uma das receitas que fiz e que passou a fazer parte da minha ementa habitual, é esta que hoje partilho. É saborosa, saudável e acima de tudo faz-nos sentir bem, porque saboreamos cada garfada sem peso na consciência. Segue a receita, que dá para 2 a 4 pessoas. No meu caso, esta quantidade deu para 2 pessoas, tendo em conta que, foi o único acompanhamento servido na refeição.

Ingredientes: 
250g de cogumelos frescos
175g de espinafres frescos ( usei um pacote de espinafres arranjados)
1 dente do alho
azeite q.b.
3 colheres de sopa de queijo creme magro ( usei Philadelphia, porque é o meu preferido)
1 colher de sopa de leite
sal, pimenta ( uso sempre 5 Bagas da Margão), noz-moscada



Preparação:
1. Deitar um fio de azeite na wok e um dente e alho picadinho e levar ao lume.
2. Saltear os cogumelos previamente arranjados e laminados, e de seguida juntar as folhas de espinafres e envolver.
3 Assim que os espinafres começam a murchar, largam muita água, logo é normal formar líquido, líquido esse que pode ser utilizado para ajudar a dissolver o queijo creme.
4. Enquanto os cogumelos e os espinafres salteiam na wok, dissolver o queijo creme numa tigela, com o leite, até ficar sem grumos.Temperar com sal, pimenta e noz-moscada.
5. Adicionar o molho aos cogumelos e espinafres, envolver e deixar ferver até espessar,
6. Assim, que o molho apresente uma textura cremosa, apagar o lume e servir.



Bom Apetite!

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Lombinhos de Pescada à Provençal


Cozinhar saudável implica variar. Variar alimentos, ingredientes e  o seu modo de confecção. 
Quando se ouve a palavra mágica " dieta" e  "saudável" toda a gente associa a cozidos e grelhados. 
Graças à minha mãe, aprendi a cozinhar e a comer bem, em variedade e qualidade. Com a minha mãe aprendi a substituir o sal por ervas aromáticas, e hoje trago mais uma receita que aprendi com ela e que faz parte da ementa da Romã: Lombinhos de Pescada à Provençal.
A única diferença é que a minha mãe faz esta receita com pescada fresca a num tacho e eu adaptei aos práticos lombinhos de pescada congelados e utilizei a wok. 


O seu nome, provençal, deriva da mistura de ervas aromáticas (as famosas Ervas da Provença) oriundas da região francesa com o mesmo nome. Dotadas de um  forte sabor, esta mistura de ervas é a ideal para aromatizar qualquer peixe, quer grelhado, no forno ou estufado, como este que fiz esta semana.



Ingredientes:
5 lombinhos de pescada congelados
limão
1 cebola 
2 dentes de alho
1/2 pimento vermelho
2 tomates maduros
sal, pimenta ( uso sempre as 5 Bagas da Margão ) q.b.
Ervas da Provença 
1 folha de louro
Azeite q.b.
1dl de vinho branco.

1. De véspera, ou 2h antes temperar o peixe com um dente de alho picadinho, sal, pimenta e sumo de limão. (eu prefiro deixar de véspera a marinar) Se usar peixe fresco, não é necessário.

2.Na wok deitar um fio de azeite e dourar os lombinhos, escorridos da marinada. Retirar e reservar.

3. Se necessário, deitar mais um fio de azeite ( não muito, uma vez que a wok é anti-aderente e como tal não necessita de muita gordura para cozinhar).

4.Juntar a cebola cortada em meias-luas finas e o outro dente de alho picadinho. De seguida, adicionar o pimento também cortado em tiras finas, o tomate em cubos pequenos e a folha de louro. Deixar estufar os legumes uns minutos e adicionar o peixe.

5.Deitar o vinho branco, um pouco de água, polvilhar com as ervas da Provença a gosto e tapar, reduzindo o lume para o mínimo. Deixar estufar cerca de 15 minutos, ou até o peixe estar cozinhado. 

4. Servir a gosto, ou como sugestão com legumes cozidos a vapor e/ ou arroz branco. 



Bom Apetite!


terça-feira, 21 de julho de 2015

Creme de Courgette e Espinafres



Em pleno Verão publicar uma receita de sopa, é mesmo para espantar leitores...espero que não fujam, porque em breve virão receitas mais fresquinhas, prometo.

Faço-o porque para mim as sopas fazem parte dos meus menus semanais, em qualquer estação do ano, faça frio ou faça calor. As sopas permitem-me ter uma comida rápida e saudável na mesa, preferencialmente ao jantar, refeição que faço tarde dada a hora que chego a casa.

Ter sopa no frigorífico, permite não cometer asneiras, como recorrer a algo rápido para matar a fome, ou  como opção, para alguém que não gosta nem come legumes, sendo esta a forma mais aceitável de os ingerir. Como em minha casa a minha cara-metade não come legumes que não sejam em sopa, mais uma razão para que as sopas não faltem.

Este creme tem uma particularidade que agrada a todos os que seguem uma dieta pobres em hidratos de carbono, não tem batata. Apenas 4 legumes, água, sal e azeite.
Saudável e muito do agrado se todos que se preocupam com um alimentação equilibrada, como eu.  
Fica a sugestão...espero que gostem.


Ingredientes:
1 cebola pequena
2 dentes de alho
2 a 3 courgettes pequenas ou 500g de courgette, descascada e cortada em cubos.
800ml água ( ou apenas até cobrir os legumes)
75 a 80 g de espinafres frescos ( 1/2 embalagem de espinafres frescos embalados, prontos a usar).
Sal
20g de azeite

Modo Bimby

1. Cortar os legumes e deitar no copo. Cobrir os legumes com água, não colocar muita água, pois os próprios legumes geram mais líquido, Tapar o copo e colocar a Varoma com os espinafres.

2. Marcar 20 Min/100ª/Vel.1

3. Terminado o tempo marcado, retirar água excedente que se formou, pois como a sopa não tem batata corre o risco de ficar aguada. Retirei cerca de 2 conchas, o equivalente a uma chávena de 200 ml.

4. Deixar arrefecer um pouco e triturar 1 Min/Vel.5/6/7.

5. Juntar os espinafres ao creme, o sal e o azeite e marcar mais 5 Min/100º/Vel. 1 Colher Inversa

6. Desfazer um pouco os espinafres, triturando uns 2 a 3 Seg/Vel 5.


Modo Tradicional

1. Colocar os legumes cortados na panela, Deitar água apenas até cobrir os legumes, pois estes libertarão mais líquido durante a cozedura.

2. Quando estivem cozidos, retirar umas 3 conchas de líquido, de forma a que a sopa não fique demasiado líquida.Triturar até obter um puré.

3 Juntar os espinafres, sal e o azeite e deixar cozinhar mais 5 a 10 minutos. Triturar para desfazer os espinafres ou deixá-los inteiros.




Bom Apetite!

segunda-feira, 22 de junho de 2015

O Verão chegou, logo é tempo de ...


Oficialmente chegou o Verão, ontem dia 21 de Junho celebrou-se o dia mais longo o ano, a noite mais curta. Chegou o tempo de ser ainda mais feliz, de desfrutar cada instante, cada minuto.
Este é o tempo em que o sol brilha com mais intensidade, dá-nos tempo para tudo, traz-nos energia e acorda-nos da letargia do Inverno, da dormência primaveril que nos desperta lentamente cada dia.
Este é o tempo em que o céu azul se envolve com o azul do mar, a brisa suave embala-nos no tempo, tempo livre para passear, ir à praia e desfrutar do melhor que a Natureza nos dá.
Este é o tempo da alegria, das cores, da liberdade.
Este é o tempo de apreciar cada passo, respirar fundo e de olhar fixo no horizonte, planear o futuro que se deseja sempre risonho e próspero.
Chegou o Verão! Chegou o tempo de acordar ...

Bem-vindo Verão!