sábado, 19 de Julho de 2014

Lombinho de Porco com Molho de Mostarda


Hoje ao acordar assim que, abri a janela e me deparei com um daqueles dias a lembrar o início do Outono, pensei de imediato: "será que estamos mesmo no Verão?"
Um facto é que as previsões dadas foram fidedignas e as descidas de temperatura anunciadas, estão mesmo aí para nos recolher ao lar e como adoro receitas de forno...hoje é o dial ideal para o ligar!
Adeus praia... e para não ficar triste, vou para a cozinha e preparar uma carne no forno, e quem sabe preparar mais algumas receitas novas que tenho anotadas na minha lista.
Como sugestão, deixo um lombinho de porco, feito já há umas semanas atrás, num daqueles dias da semana mais atribulados, em que deixo a carne pré-feita de véspera e acabo de terminar no dia, a tempo do jantar.
Mais uma inspiração TeleCulinária, desta vez adaptada a um lombinho de porco, onde apenas substituí a mostarda normal pela l'ancienne.

Ingredientes:
1 lombinho de porco com 750g
3 dentes de alho
2 dl de vinho branco
0,5 dl de azeite
3 colheres (chá) de mostarda antiga ( l'ancienne)
2 colheres (chá) de pimentão-doce ou colorau
1 folha de louro
Sal e pimenta q.b

Preparação:
1. Arranjar o lombinho e colocá-lo num tabuleiro.
2. Descascar e lavar os alhos e picá-los finamente.
3. Temperar o lombinho com os dentes de alho, o vinho branco, o pimentão-doce, a mostarda, a folha de louro, sal e pimenta. Misturar tudo e deixar marinar durante 20 minutos.
4. Depois, colocar a carne num recipiente próprio para levar ao forno, regar com azeite e com a marinada.
5. Levar ao forno pré-aquecido a 180ºC, durante cerca de 30 minutos.Convém vigiar e fazer o teste para verificar se está no ponto. ( eu espeto um garfo, e se sair liquido deixo ficar mais uns minutos)
6. Verificar se está bem assado, retirar e deixar repousar uns minutos antes de fatiar.
7. Servir a gosto.





 Bom Apetite!

quarta-feira, 9 de Julho de 2014

Queques de Chá


Adoro chá, adoro receitas diferentes, adoro bolinhos...de preferência com pouco açúcar.
Ao folhear o livro da Joana Macieira, "Queques que enchem a alma", no meio de tantas receitas gulosas esta chamou-me a atenção, pois que sabor teriam uns queques de chá? Não esperei muito, e como a curiosidade matou o gato, fui para a cozinha e lá sairam uns queques da infusão de ervas Andalusia, da Lipton ( atenção, não é patrocínio, são os chás que eu gosto, compro e tenho sempre em casa, portanto recomendo).



Fofinhos, pouco doces, com um travo ligeiro a canela mas sem o sabor acentuado a chá.. Para mim, uns bolinhos excelentes para comer a qualquer hora, qualquer que seja a estação do ano.

E como não há nada melhor que experimentar para formular uma opinião, aqui fica a receita. São fáceis de fazer e no meu caso, a receita deu a quantidade ideal para a minha forma de queques de silicone da Tupperware, que numa forma única, cozeram sete queques. 

Ingredientes
(Para 5 queques)
125 ml de leite
1 pau de canela
1 c. de chá do chá à escolha ( ou uma saqueta). Usei uma saqueta do infusão herbal Andaluzia ( Lipton), sem qualquer patrocínio, mas sim porque gosto.
160g de farinha de trigo
1/2 colher (chá) de fermento
1/2 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1/2 colher (chá) de canela
1 pitada de sal
1 ovo
65g de açúcar branco
2 colheres (sopa) de óleo vegetal
1 colher (chá) de essência de baunilha

Preparação

1. Juntar o leite, o pau de canela e o chá ou a saqueta de chá e levar a aquecer em lume brando até começar a ferver ligeiramente.
2. Retirar e deixar arrefecer durante 10 minutos.
3. Retirar a saqueta de chá e o pau de canela ou coar o leite.
4. Numa tigela grande, juntar a farinha, o fermento, o bicarbonato de sódio, a canela e o sal e misturar bem.
5. Numa tigela média, juntar o ovo batido com o açúcar e bater bem até obter um creme.
6. Acrescentar o óleo, a baunilha e o  leite, batendo bem entre cada ingrediente.
7. Juntar os ingredientes líquidos com os ingredientes secos e misturar até a massa ficar ligada.
8. Colocar os queques em forminhas próprias (usei a forma de silicone da Tupperware para queques), e levar ao forno pré-aquecido a 220º C durante 5 minutos.
9. Sem retirar os queques do forno, baixar a temperatura para 180ºC e deixar cozinhar durante mais 15 minutos.





Bom Apetite!

quarta-feira, 2 de Julho de 2014

Lançamento do Livro " Queques que Aquecem a Alma" de Joana Macieira


"E tu que sabes tanto de mim,
 Tu que sentes quem eu sou,
 Dá-me o teu corpo como ponte que me salve
 Do que o medo fechou.

 Tu que sabes tanto do sol,
 És uma espécie de outra margem de mim.
 Olha-me dentro como chão que me agarre."
 Mafalda Veiga

Este trecho de uma canção da Mafalda Veiga, traduz o espírito com que a Joana Macieira partilha a sua receita de Queques de Chocolate, dedicado ao seu Príncipe, ao seu mais que  tudo e quase marido, o Pedro, e que consta do seu primeiro livro " Queques que enchem a Alma".

São trinta oito receitas originais de queques, acompanhadas de trinta e oito histórias pessoais, de sentimentos e muitas emoções contadas pela Joana e magnificamente ilustradas pela talentosa Patrícia Furtado.

Um livro apelativo e doce como a autora, que já tem lugar reservado na minha biblioteca e umas quantas receitas marcadas para breve.

De facto, há palavras que enchem a barriga, queques que aquecem a alma e pessoas que tocam o coração...

Apresentação do livro esteve a cargo da Joana Roque, autora do Blogue " As minhas Receitas" e de vários livros de culinária.
A autora Joana Macieira
Joana Macieira e a editora Maria José Pereira








Joana e o Pedro (o seu noivo)











A autora com Joana Roque, que fez a apresentação do livro.



"The greatest thing you'll ever learn Is just to love... 
And be loved in return"
Nat King Cole


domingo, 29 de Junho de 2014

"O Meu Bolo de Chocolate Preferido" - Modo Bimby


Quando me falam em bolo de chocolate, este está no meu topo de preferências.
É feito especialmente para dias de festa, mas quando não há motivo que o justifique e a vontade impera, nada como fazer uma versão reduzida e com a ajuda preciosa da Bimby, sai um fofinho e saboroso bolo para saciar a gula!



Ingredientes:
Bolo
5 Ovos
200 de açúcar amarelo
125g de Farinha
1 colher (chá) de fermento
90g de manteiga
125g de chocolate em barra (culinária)

Recheio
1 lata de leite condensado
250g de chocolate em barra (culinária)
175g de manteiga

Preparação do Bolo:
1.Derrete-se o chocolate em banho-maria, com um pouco de leite.
2. No copo da Bimby, colocar a borboleta, deitar o açúcar, os ovos e uma pitada de sal. Bater 6 Min/Vel.4.
3. Entretanto, derreter a manteiga no microondas, cerca de 40 seg. 
4. Retirar a borboleta do copo, juntar a manteiga derretida e bater 10 seg/ Vel.4. Juntar o chocolate derretido e bater mais 10 seg/Vel.4
5. Adicionar a farinha e o fermento previamente peneirados e envolver 5 seg/Vel.4
6. Deitar numa forma previamente untada e polvilhada com farinha ou pão ralado.

7. Levar a forno pré-aquecido a 180ºC, cerca de 30 minutos.

Coze mais ou menos em 30 minutos. Para ver se está pronto, utilizar a técnica do palito. Está cozido, quando ao espetar o palito no centro, este vem seco.

Preparação do Recheio e Cobertura:
Derrete-se a margarina e deixa-se arrefecer, depois bate-se um pouco; junta-se o chocolate previamente derretido em banho-maria e no fim o leite condensado.
Bate-se tudo, até apresentar uma  consistência homogénea.

Quando o bolo estiver frio, corta-se ao meio e recheia-se com uma porção do creme e com o chocolate restante cobre-se o bolo. Decora-se a gosto.



Bom Apetite!

terça-feira, 24 de Junho de 2014

Bolo de Caramelo


Na última Feira do Livro, adquiri algo que há muito aguardava comprar: "Café Patita", da Patrícia Furtado, ilustradora de profissão e com umas mãos de fada para a cozinha.


Para mim, único e diferente dos habituais livros de cozinha, pois a Patrícia não só criou, recriou e confeccionou as receitas, como, ilustrou e maquetizou o seu próprio livro, o que para mim o torna mais especial e bonito.
Não resisti e devorei-o de imediato, marcando umas quantas, ou melhor quase todas as  receitas para fazer em breve, bem como, replicar algumas que tive oportunidade de provar no seu "Café" tornado real, durante a última Feira do Livro de Lisboa. Em suma, uma verdadeira tentação, que terei o prazer de ir apresentando por aqui.


Para começar, partilho o Bolo de Caramelo. Um bolo sem ovos, apenas com leite condensado cozido, leite, manteiga e farinha. Simples de fazer e melhor de comer.
Não sendo fã de caramelo, este bolo fez-me mudar de ideias. Muito leve e saboroso, apropriado a qualquer ocasião. Ideal para um lanche ou chá, como para servir à sobremesa, acompanhado com uma bola de gelado de baunilha (ou a gosto) e coberto com molho de chocolate. Portanto, qualquer razão é válida para o fazer, de tão bom que é!
Ao fazê-lo não perdi a oportunidade de o adaptar à Bimby, portanto apresento as duas versões:

Ingredientes:
250ml de leite
120g de manteiga
1 lata de leite condensado cozido (397g)
200g de farinha
1 colher (chá)  fermento em pó
1 colher (chá) de sal fino

Modo Tradicional
1. Aquecer o forno a 180ºC. Untar ou forrar com papel vegetal uma forma de bolo inglês.
2. Numa taça grande, que possa ir ao microondas, misturar o leite com a manteiga, e aquecer durante uns minutos até a manteiga derreter.
3. Juntar o leite condensado cozido ao leite. Bater bem até estar completamente incorporado. Reservar a lata.
4. Juntar a farinha, o sal e o fermento, e mexer bem. Deitar o preparado na forma e levar ao forno,  cerca de 40 minutos.
5. Para dar algum brilho ao bolo, pincelar o topo com o leite condensado que ficou agarrado à lata.

Modo Bimby
1. Aquecer o forno a 180ºC. Untar ou forrar com papel vegetal uma forma de bolo inglês.
2. Deitar no copo da Bimby, o leite e a manteiga a aquecer. Marcar 1 Min./37º /Vel.1.
3. Juntar o leite condensado cozido ao leite e bater bem, cerca de 30 Seg/Vel.4. Verificar se o preparado está homogéneo. Caso não esteja, bater mais 10 Seg/Vel.4.
4. Adicionar a farinha com o fermento e o sal. Envolver 15 Seg/Vel.4
5. Deitar o preparado na forma e levar ao forno,  cerca de 40 minutos.
6. Para dar algum brilho ao bolo, pincelar o topo com o leite condensado que ficou agarrado à lata.




Bom Apetite!


Fonte: Livro "Café Patita" de Patrícia Furtado

segunda-feira, 23 de Junho de 2014

"Jardineira...de Bacon"


Estive ausente de casa durante oito dias, não fiz compras, era um domingo, o almoço para fazer, estava a chover e as temperaturas tinham baixado, estava frio logo não me apetecía sair de casa. O que fiz?
Em primeiro lugar abri o frigorífico para me inspirar com o que lá tivesse, mas sem compras frescas, apenas umas cenouras repousavam na gaveta dos legumes e uma embalagem de bacon por abrir que aguardava para uma refeição de improviso, não tinha ovos, nem iogurtes, nem natas, nem creme de soja... restava-me o congelador e a despensa.
De seguida, abri o congelador e saltou-me à vista uma embalagem de ervilhas, como o dia estava fresco e cinzento, ideal para aquelas refeições que confortam resolvi de imediato a questão e saíu esta jardineira de bacon. 
A prova de que com poucos ingredientes e sem grandes temperos conseguimos uma refeição cheia de sabor!



Ingredientes:
(4 pessoas)
300g de Bacon
1 Cebola
2 dentes de Alho
3 colheres (sopa) de Azeite
2 Cenouras
3 Batatas médias
500g Ervilhas
2 colheres (sopa) de polpa de tomate.
Água q.b.
1 folha de Louro
Ervas da Provença
Sal, Pimenta (Utilizo as 5 Bagas da Margão)


Preparação:
  1. Picar a cebola e o alho. Cortar o bacon em cubos. Descascar e cortar as cebolas e cenouras em cubos pequenos. 
  2. Num tacho largo, deitar o azeite, a folha de louro, a cebola e os alhos picados, e levar a refogar.
  3. De seguida o bacon cortado em cubos e deixar saltear.
  4. Entretanto, deitar a polpa de tomate e mexer, deixando cozinhar mais um minuto.
  5. Deitar a água ( mais ou menos 1 litro, aqui faço a olho, de forma a cobrir os legumes ), assim que estiver a ferver, deitar as cenouras, as batatas cortadas em cubos e as ervilhas congeladas. 
  6. Temperar de sal, pimenta (5 Bagas da Margão) e Ervas da Provença. 
  7. Tapar e deixar cozinhar cerca de 20 a 30 minutos em lume brando. Está pronto, quando as ervilhas estiverem cozidas. A foto foi tirada no tacho, depois de feito, logo é este o aspeto final antes de servir.



Bom Apetite!

domingo, 8 de Junho de 2014

Quiche de Alho Francês, Frango e Milho com Iogurte


Uma embalagem de massa quebrada a terminar o prazo e dois pedaços de frango assado que tinham sobrado, levaram-me a pensar numa solução rápida para os escoar. Abri o frigorifíco e juntando mais uns ingredientes surgiu esta quiche, o prato ideal para uma refeição rápida, que se come bem, fria ou quente, acompanhada de uma salada ou sopa.
Substituindo as natas pelo iogurte natural ou creme de soja, permite-nos assim, disfrutar de uma bela fatia de quiche, com menos gordura e calorias, o que as torna apetecíveis e sem peso na consciência.

Ingredientes:
1 embalagem de massa quebrada
sobras de frango assado (usei duas coxas)
4 fatias de bacon cortadas finamente
1 alho francês
1 cenoura ralada
milho q.b
azeite q.b ( uma colher de sopa)
2 iogurtes naturais
2 ovos
queijo mozarella ralado
oregãos q.b.
sal, pimenta e noz-moscada q.b.

 
Preparação: 
Pré-aquecer o forno a 200º
Colocar a massa quebrada numa tarteira, picar o fundo e reservar.
Numa frigideira ou wok deitar uma colher de sopa de azeite, juntar o alho francês cortado em rodelas finas.
De seguida, juntar o bacon cortado em juliana e deixar saltear junto com o alho francês.
Adicionar o frango previamente desfiado, a cenoura ralada e o milho. Envolver e deixar saltear durantes uns segundos.
Entretanto, bater dois ovos e juntar dois iogurtes naturais. Mexer bem até formar um creme homógeneo.
Temperar com noz-moscada, pimenta, sal, e oregãos.
Deitar o preparado na tarteira. Cobrir com o creme e polvilhar com mais oregãos e queijo mozarella ralado.
Levar ao forno a 220º, cerca de 30 minutos.

O recheio de frango, alho francês, bacon e milho previamente salteado.
De seguida cobre-se com o creme da quiche, de iogurte e ovos.
Termina-se com queijo mozarella ralado e oregãos secos levando de imediato ao forno!


Bom Apetite!

terça-feira, 27 de Maio de 2014

"Reciclar é Poupar" - Gratinado Fim de Qualquer Coisa


O mês a terminar, e no frigorífico alguns restos por escoar. Meio chouriço, uma linguiça, um pedaço de bacon, um quarto de pimento vermelho, meio pacote de natas de soja, um resto polpa de tomate, um pacote aberto de mozarella ralada e na despensa massa cotovelos a terminar...Penso de imediato em algo que possa utilizar todos estes ingredientes e ocorre-me uma refeição que agrada o palato cá de casa, saindo um gratinado muito guloso. Esta é a comida de conforto, que sabe bem, num dia como o de hoje, típico de Outono, onde reinam o frio, o vento e a chuva miudinha, que nos faz desejar chegar rapidamente a casa.


Ingredientes:
1 cebola
2 dentes de alho
3 colheres (sopa) de azeite
1/4 de pimento vermelho
1 cenoura pequena
1 linguiça
1/2 chouriço
75g de bacon
1 colher (sopa) de polpa de tomate
50 ml vinho branco
Ervas de Provence
Sal, pimenta, noz-moscada
Massa Cotovelos ( fica bem com massa macarrão ou espirais)
Queijo Mozarella Ralado

1. Numa picadora, picar a linguiça, o chouriço, o bacon junto com a cebola, os alhos cortados previamente.
   Usei a Bimby para o picado: dar 4 toques de turbo, e picar 5 Seg/ Vel.5.
2. Deitar num tacho o azeite e o preparado picado. Juntar o pimento e cenoura cortada em cubos pequenos, a folha de louro e levar a refogar.
3. Adicionar a polpa de tomate, o vinho branco, temperar de sal (muito pouco), noz-moscada, pimenta ( uso 5 Bagas da Margão) e as Ervas de Provence. Se começar a secar, deitar um pouco de água, deixar apurar em lume brando, cerca de 10 a 15 minutos.
4.Entretanto, cozer a massa cotovelos "al dente". Escoar e reservar.
5. Juntar as natas de soja ao molho preparado mexer e assim que começar a ferver baixar o lume. Rectificar os temperos.
6. Envolver a massa no molho  e deitar num recipiente que possa ir ao forno.
7. Polvilhar generosamente com o queijo Mozarella ralado e levar ao forno pré-aquecido a 240º, cerca de 10  minutos, ou até o queijo derreter.



Bom Apetite!

segunda-feira, 26 de Maio de 2014

Favas à Moda da Romã


Uns adoram, outros odeiam, eis uma leguminosa primaveril que não é muito consensual. Por mim falo, há uns anos não as conseguia comer e hoje, como pelo menos, uma vez no ano. 

Não faz as minhas delícias, confesso, mas já anseio por as fazer, o que é bom sinal e este ano estrei-me a confeccioná-las, pois até então sempre que as comia, ora eram feitas pela mãe ou pela sogra.

Ora bem, ontem chegou a minha vez e nada como uma boa ocasião para me por em acção, com um saco de favas biológicas, vindas directamente do quintal de uma amiga. Com elas  na mão, já descascadas, não tive outro remédio que não fosse dar-lhes uso.Pensei em ligar à minha mãe ou sogra para saber como fazer, mas quis deixar-me levar pela intuição e dar o meu toque pessoal, resumindo fi-las à minha maneira e resolvi baptizá-las à moda da Romã. Deixem-me dizer que para primeira vez que cozinhei favas...não sairam nada mal!

Ingredientes:
500g de favas descascadas
400g de carne de porco (entrecosto, parte da entremeada com osso)
1/2 chouriço
100g bacon
1 linguiça
1 cenoura
1 cebola
2 dentes de alho
1 folha de louro
1 colher (sopa) de polpa de tomate
3 colheres (sopa) azeite
vinho branco
pimentão-doce
sal e pimenta q.b
coentros q.b

1) Em primeiro lugar, marinar carne.Numa tigela temperar a carne, previamente cortada em pedaços , com sal, os dentes de alho picados, o pimentão-doce, o vinho branco e a folha de louro. Deixar marinar cerca de 15 a 20 minutos.
2) Entretanto, num tacho deitar um fio de azeite e a cebola picada e levar a refogar. Juntar a cenoura cortada em cubinhos e a linguiça, o pedaço de bacon e o chouriço inteiros. Deixar cozinhar em lume brando, cerca de 5 minutos. Ao fim desse tempo, retirar a linguiça o chouriço e o bacon e reservar.
3) Deitar a carne, a sua  marinada e a polpa de tomate. Mexer e cozinhar a carne, cerca de 15 minutos.
4) Cortar o chouriço e a linguiça em rodelas e o bacon e cubinhos. Juntar à carne e deixar cozer mais uns minutos. Por fim adicionar as favas e a água ( até as cobrir). Rectificar os temperos, adicionar uma pitada de açúcar e os coentros picados grosseiramente ( sei que se devem juntar quase no fim, mas optei por deixar cozinhar, pois o aroma vai-se fundindo nos restantes ingredientes, tornando o molho mais saboroso, é uma opção pessoal)
Deixar cozinhar, em lume brando cerca de 30 a 40 minutos. Quando mudarem da cor verde-claro, para escuro e começarem a ter a pele mais enrugada, estão prontas. As fotos foram tiradas no tacho após terminar a cozedura e terem repousado 5 minutos.




Bom Apetite!

quarta-feira, 21 de Maio de 2014

Creme de Cogumelos e Curgete


A semana começou fria e os dias carregados de cor cinza trouxeram consigo a chuva intensa e fria. Ontem ao chegar a casa enregelada , apetecía-me algo quente que me confortasse no imediato. Para aconchegar o estômago nada melhor que uma sopa, e em menos de meia hora, tinha na mesa um fumegante creme de cogumelos e curgete.

Ingredientes:
250g cogumelos frescos
2 curgetes médias
1 cebola
2 dentes de alho
azeite q.b.
água q.b 
sal, pimenta, noz-moscada q.b

Numa panela, deitar o azeite, as curgetes, os cogumelos, a cebola e o alho.
Estufar
Deitar a água  ( até cobrir os legumes) e levar a cozinhar até os legumes estarem cozidos ( mais ou menos 20 minutos).
Triturar até obter um puré. Levar ao lume cerca de 2 minutos.
Temperar de sal, pimenta e noz-moscada.
Servir a gosto ( servi com croutons de pão torrado).



Bom Apetite!