sábado, 18 de maio de 2019

Papas de Aveia com Cacau Cru em Pó


Uma alimentação o mais saudável e variada possível tem sido o meu lema de vida.
Recentemente descobri o cacau cru biológico que tem dado cor e vida às minhas papas de aveia.
Para mim, durante a semana, o pequeno-almoço tem que ser algo fácil e rápido de preparar, mas que preferencialmente seja rico e equilibrado do ponto de vista nutricional para enfrentar os desafios do dia que começa. 
Escolhi as papas de aveia como opção e, estas vieram para ficar. 
Preparadas no fogão ou no microondas, facilmente se preparam e como tudo, é uma questão de hábito. Em menos de dez minutos o pequeno-almoço está na mesa. Se tiver pressa preparo de véspera e no dia é só aquecer, ou então se não tiver muita paciência para estar de volta do fogão a mexer com a colher de pau, recorro ao microondas, que ficam igualmente saborosas.
Ultimamente tenho adicionado o cacau cru e confesso que fiquei viciada. Além do toque do sabor a chocolate, contribuo para assim para o bom  funcionamento do organismo, dado o seu elevado teor de magnésio, ferro, potássio, cobre e proteínas.
Como o meu dia não pode começar sem um bom pequeno-almoço, esta é  uma das opções escolhidas Fica a sugestão! Bom apetite!

Ingredientes:
(1 pessoa)

35g de aveia ( uso flocos de aveia integral, flocos finos. Se tiver grossos, trituro-os um pouco para os desfazer, para ficarem mais finos)
180 ml de água (como regra, meço uma medida de flocos e 3 vezes a de água)
50 ml de leite ou bebida vegetal, ou q.b. (depende do gosto, eu uso o leite para dar o equilíbrio final à textura desejada)
1 pitada de sal
1 c. chá de cacau cru em pó bem cheia
canela em pó q.b.
Framboesas (opcional)

Preparação:
1. Num tacho deitar uma medida de aveia (1/3 chávena  equivale a 35g ou 4 c. sopa de aveia), e 3 vezes a medida que usei para a aveia, cheia de água. Esta regra aplica-se a qualquer medida, ou seja, a proporção que encontrei para preparar umas boas papas é de 1 medida de aveia para 3 de água. 
Eu prefiro cozer em água e depois junto o leite ou a bebida vegetal a gosto, pois ao cozinharem vão espessando adicionando assim o leite até obter a textura desejada, mais ou menos cremosa.
2. Mexer e levar ao lume até começar a borbulhar. Deitar uma pitada de sal e mexer.
e pouca). Ir mexendo sempre até engrossar, juntar o cacau cru e o leite, deixando cozinhar mais uns minutos até à consistência desejada.  
3. Deitar na taça, polvilhar com canela em pó e decorar com as framboesas.




Bom Apetite!

terça-feira, 30 de abril de 2019

"Apenas 30 minutos" - Salmão no Forno com Alho Francês, Pimento e Espinafres


Durante a semana a escolha recai no peixe para o jantar. Como o peixe cozido, apesar de eu adorar, não é nada apreciado pela cara-metade, opto por diversificar e lá saem os lombos de pescada, ou de salmão aos quais tento dar sempre uma roupagem apelativa aproveitando também para juntar na refeição legumes vários.
Estes singelos lombos de salmão estavam destinados a ser grelhados e acompanhados com legumes ao vapor, mas achei que os lombos ficariam melhor no forno. Tendo um resto de espinafres e puré de batata congelados para escoar, ocorreu-me "que tal fazer estes lombos de salmão em cama de legumes?"
Um nome pomposo é certo, mas de tão fácil execução e tão saboroso que ganhou de imediato honras de publicação.
Colorido e saboroso, resultado de uma improvisação do momento, nasceu assim uma nova receita que me agradou e irei repetir. Rápido, fácil e saudável!

Ingredientes:
4 lombos de salmão
3 alhos franceses
100 de espinafres congelados
1/2 pimento vermelho
azeite
vinagre
1 folha de louro
sal, pimenta, ervas de Provence



A cama de legumes (alho francês, espinafres e pimento)


Colocar os lombos temperados sobre a cama de legumes e levar ao forno

Preparação:

  1. Pré-aquecer o forno a 200ºC
  2. Temperar os lombos de salmão com sal, pimenta e ervas de Provence.
  3. Cortar os alhos franceses em rodelas, o pimento em tiras, e escalfar os espinafres congelados.
  4. Na wok deitar um fio de azeite, os alhos franceses em rodelas, o pimento em tiras e deixar saltear no azeite. Quando os espinafres estiverem descongelados, escorrer e juntar aos restantes legumes. Envolver e deixar estufar até ficarem amolecidos. 
  5. Temperar de sal, pimenta e deitar uma colher de sopa de vinagre ( eu faço a olho, borrifando com um esguicho de vinagre).
  6. Num recipiente para o forno, colocar o preparado de legumes para formar uma cama para os lombos de salmão.
  7. Dispor sobre a cama de legumes os lombos de salmão previamente temperados. 
  8. Polvilhar com mais um pouco de ervas de Provence e regar com umas gotas de sumo de limão. Baixar a temperatura para 180ºC e levar ao forno cerca de 15 minutos. Como os legumes já estão prontos, o tempo de forno é o necessário para cozinhar o salmão.
  9. Quando o salmão apresentar uma cor uniforme, rosa-pálido está pronto.Servir a gosto. Eu acompanhei com puré de batata.




Bom Apetite!

quinta-feira, 25 de abril de 2019

Lombinhos de Pescada no Forno com Mostarda e Açafrão


Ao fim-de-semana faço o planeamento das refeições da semana, tendo sempre uma ideia prévia do que irei cozinhar. Por vezes, sei o ingrediente principal mas não tenho ideia de como o irei preparar, sendo sempre no caminho de regresso a casa, aproveitando o tempo que passo no trânsito, que idealizo o que vou fazer.
A receita destes  lombinhos de pescada no forno com batata-doce nasceu assim, no percurso a meio de um pára-arranca da famosa IC19. Se acha que o trânsito é aborrecido, eu acho o mesmo, mas ao menos aproveito esse tempo morto, para mentalmente preparar algumas das minhas receitas.
Esta saiu mesmo como a idealizei e, como tal partilho mais uma sugestão para confecionar os singelos lombos de pescada congelados. 
A vida é tão curta e o tempo é tão pouco, que este deve ser sempre e sem dúvida cada vez mais bem aproveitado. Bom Apetite!

Ingredientes:
(2 pessoas)

4 lombinhos de pescada ( uma embalagem de 400g)
2 dentes de alho
sumo de limão
1 c. chá de açafrão das índias
1 c. chá de pimentão-doce
1 c. chá bem cheia de mostarda de Dijon
1 cebola nova grande
1 alho francês
2 pimentos-mini ou meio pimento vermelho
1 tomate limpo de pevides
1 batata-doce grande ou duas pequenas
1 folha de louro
azeite


1. Temperar os lombinhos de pescada com sal, pimenta, o açafrão, pimentão doce e os dentes de alho laminados e sumo de limão.

2. Pré-aquecer o forno a 200ºC.
Entretanto, preparar a cebolada deitando na wok um fio de azeite juntando a cebola cortada em meias-luas e o alho francês às rodelas. De seguida o pimento às tiras, a folha de louro e o tomate. Deixar cozinhar até os legumes amolecerem em lume brando.

3. Aproveitar para barrar os lombinhos com mostarda e colocá-los por cima da cebolada, tapar e deixar cozinhar em lume brando ( apenas para dar uma pré-cozedura ao peixe)

4. Cortar a batata doce as rodelas grossas.

5. Num prato de forno colocar a cebolada no fundo, por cima a camada das batatas às rodelas e por fim os lombinhos do peixe.

6. Levar ao forno cerca de 20 minutos a 200ºC.

Passo-a-passo fotográfico:

Temperar e reservar os lombos de pescada com alho, sal, pimenta,açafrão

Na wok preparar a cebolada com alho-francês, cebola, pimento,tomate e louro) com azeite

Num recipiente próprio para o forno, colocar no fundo a cebolada, por cima as rodelas de batata-doce e por fim os lombos de pescada
Acabado de sair do forno!

Bom Apetite!


sábado, 20 de abril de 2019

Amêndoas Surpresa


Adoro amêndoas, simples, torradas ou de sobremesa, verde, a francesa e para não falar das de chocolate. Páscoa que é Páscoa tem que ter amêndoas e esta não é excepção. 
Ao folhear uma das revistas de culinária, deparei-me com uma sugestão de uma nutricionista que me ficou logo debaixo de olho, não só pela simplicidade, quer dos ingredientes quer da sua confecção, como também por ser uma "gulodice saudável".
Uma doce tâmara, recheada com uma simples amêndoa e envolta em chocolate negro de 74% pareceu-me uma excelente ideia para a Páscoa 2019.
Saudável para comer sem peso na consciência!
E, é com estas amêndoas gulosas que desejo a todos os meus amigos, seguidores e por quem aqui passar uma Feliz e Doce Páscoa!


Ingredientes:
Para 18 Amêndoas Surpresa

18 tâmaras Medjool com caroço
18 amêndoas
50g amêndoas ( para picar e polvilhar)
100g de chocolate negro ( de preferência 70%)
1 c. chá de óleo de girassol


Preparação:
1.Triture grosseiramente a amêndoa para polvilhar e reserve
2. Retire os caroços das tâmaras e coloque no seu lugar uma amêndoa.
3. Enquanto isso, num tacho, derreta o chocolate em banho-maria com uma colher de chá de óleo de girassol.
3. Envolva as tâmaras no chocolate e cubra-as com amêndoa picada.
4. Deixar secar ( para secarem de forma a serem embrulhadas, levei ao frigorífico 1 hora, depois embrulhar a gosto e oferecer).

Passo-a-passo fotográfico:
Ingredientes
Triturar grosseiramente a amêndoa e reservar
Retirar cuidadosamente o caroço à tâmara 
Colocar a amêndoa no lugar do caroço
Voltar a fechar a tâmara

Envolver uma a uma no chocolate derretido em banho-maria
Cobrir com amêndoa picada e deixar secar sobre papel vegetal.


Votos de uma Santa e Doce Páscoa!



Fonte: Revista Sabe Bem Faz Bem nº 48, março/abril 2019.
Inspirada pela nutricionista Bárbara Oliveira

sábado, 13 de abril de 2019

"Sem Peso na Consciência" - Bolinhos de Banana e Manteiga de Amendoim


Ao fim-de-semana, é tempo de vasculhar o que está a terminar, faz-se a ronda ao frigorífico, pois o sábado é o dia dedicado à compra dos frescos, ao congelador uma vez que há espaço a conquistar para guardar com os preparados que se fazem em quantidade para consumir quando não há disponibilidade e, finalmente busca-se pelos frascos que estão quase vazios e que devem ser despejados.
Num instante, despachei duas bananas congeladas, o resto do iogurte grego (compro semanalmente um pote de 1 kg) e da manteiga de amendoim, que dado ser pura sem qualquer gordura adicionada fica seca quando o frasco começa a ficar  quase vazio, sendo sempre aproveitada para adicionar a qualquer bolo que faça.
Ora bem, com estes ingredientes para gastar, arranjei a solução ideal e saíram estes bolinhos super saudáveis que podem fazer parte da lancheira dos mais pequenos como também dos mais graúdos, como eu.
Receita provada e aprovada e, como foram vários os pedidos da minha receita, aqui fica para quem quiser provar, hoje é um bom dia para meter a mão na massa!



Ingredientes:
2 c. sopa ( bem cheias) de manteiga de amendoim ( 80g)
2 bananas bem maduras ( usei das que costumo congelar com casca)
2 c. sopa de mel
1/2 cháv. de iogurte grego
1/2 cháv. de óleo de girassol
4 ovos
1 e 1/2 cháv. de farinha de espelta
1/2 cháv. de Farinha Maizena
2 c. chá de fermento em pó
1 pitada de sal
1 c. chá de canela
1 c. chá de erva-doce

Preparação:
Modo Bimby/Thermomix 31 - Utilizei este processador, mas quem não tem pode utilizar um processador normal de alimentos. Recomendo seguir a ordem indicada.

1. Pré-aquecer o forno a 180ºC. Preparar as formas. Eu costumo colocar as forminhas de papel em cada forma de queque, não precisando untar as formas previamente.

2. No copo da Bimby coloquei as bananas cortadas em rodelas, os ovos e a manteiga de amendoim, o mel  e a pitada de sal.Bati 2 Min/vel.4

3. De seguida, juntei o iogurte e bati 10 Seg/Vel.4. Depois o óleo, batendo mais 10 Seg/Vel.4

4. Por fim, juntei as farinhas,o fermento em pó, a canela e a erva-doce.

5. Verti nas forminhas e levei ao forno cerca de 20 minutos. Recomendo vigiar, pois o tempo de cozedura depende muito de forno para forno.

A massa rendeu 18 bolinhos.




Bom Apetite!

quarta-feira, 10 de abril de 2019

Sopa de Grão com Rama de Nabo



Ora aí está um tubérculo que eu torcia o nariz e agora entra na minha alimentação frequentemente, o nabo.
De baixo teor calórico e rico em vitaminas ( A, Complexo B, C e K), minerais ( cálcio, cobre, ferro e manganês) e fibras o nabo deve fazer parte de uma alimentação saudável.
Uso nas sopas e cozido, (aliás no cozido à portuguesa prefiro o nabo à batata), bem como ralado na saladas e para aproveitar a fresca e linda rama que acompanhava o nabo que comprei para a sopa, nada como utilizá-la como o " verde" para a sopa da semana.


Ingredientes:
400 g de grão cozido (uma lata ou frasco grande)
1 curgete média
1 nabo grande
1 cenoura
1 alho francês( a parte branca)
1 cebola pequena
água
azeite
sal
Rama do nabo

Preparação.
1. Numa panela levar a cozer os legumes previamente cortados em pequenos pedaços, o grão já cozido. Deitar água até cobrir os legumes.
2. Quando cozidos, triturar e deitar mais água, pois o preparado fica sempre muito espesso dado a consistência do grão.
3. Deitar a rama do nabo, previamente arranjada e lavada ( eu costumo "ripar" as folhas, isto é, com os dedos cortar pequenos pedaços da folha).
4. Temperar de sal, deitar o azeite e levar a cozer mais uns 5 minutos até as folhas verdes da rama estarem cozidas. ( Há opiniões em que o azeite não deve ser cozinhado, mas eu gosto mais do sabor da sopa assim, quem gostar de colocar o azeite em cru, coloque as folhas a cozinhar e no final deite o azeite).


Bom Apetite!

domingo, 7 de abril de 2019

"Sem Peso na Conscência" - Waffles Rosa



As beterrabas fazem parte da lista de legumes que se consomem cá por casa. Gosto preferencialmente crua, ralada na salada, hábitos que vêm de criança, pois a minha mãe sempre usou beterraba, dadas as suas propriedades altamente nutricionais, principalmente pelo ferro de forma a evitar anemia.
Sempre tive hábitos saudáveis, em tempos que só quem se informava sobre os alimentos podia saber dos seus benefícios ( a minha mãe sempre me educou nesse sentido, passando-me o gosto não só pela culinária como pela nutrição), hoje regozijo-me de ver que estão amplamente divulgados e facilmente disponíveis, sendo um estilo de vida cada vez com mais adeptos. Claro que há várias filosofias vigentes, embora a minha seja pautada pelo equilíbrio, como é notório pelo que partilho.
Voltando à beterraba, apesar da minha mãe usar na sopa, eu raramente as cozinho, mas ultimamente comecei a assá-las no forno. Com elas já fiz arroz com manjericão e são recorrentes à mesa como acompanhamento, temperadas de azeite e vinagre.
Pois, hoje não apresento nenhuma dessas receitas, mas sim uma forma excelente para aproveitar metade de uma beterraba grande que tinha assado.
Aproveitei um domingo de chuva que precisava de cor e lá alegrei a minha mesa com estas waffles bem rosadinhas.
Mais um excelente meio de conseguir introduzir legumes na alimentação, principalmente para quem tem crianças que adoram waffles e, estes são sem dúvida bem saudáveis!


Ingredientes:
( 2 pessoas)
1/2 beterraba grande ou 1 pequena,  assada ou cozida
4 c. sopa de farinha de espelta
5 c. sopa de flocos de aveia
raspa de laranja
2 ovos médios
1 c. chá de canela
2 c. chá (rasas) de fermento em pó
1 pitada de sal

Preparação:


Deitar os ingedientes numa taça e com a varinha mágica reduzir a puré, até obter uma massa não muito líquida. Quem for mais guloso pode adicionar açúcar, ou mel à massa, eu não adiciono porque gosto de utilizar mel, ou geleia de agave como cobertura.

Aspeto final da massa para as waffles, antes de cozerem na máquina

 Untar a máquinas dos waffles com azeite ou óleo em spray, e quando atingir a temperatura ideal, colocar colheradas de massa e deixar cozer.

Ainda na máquina, prontas a ir para o prato
A máquina tem regulador para mais ou menos tempo e quando estão prontas a máquina avisa.


No prato pronta a guarnecer a gosto.

Servir a gosto ( com fruta, chocolate, iogurte com frutos secos e mel, geleia de agave ou calda de frutos silvestres).


Guarneci com iogurte, frutos secos e reguei com geleia de agave.

Bom Apetite!


Fonte: Receita criada, testada e fotografada by Romã!

segunda-feira, 25 de março de 2019

Nove anos a partilhar bagos de romã!



A felicidade não é um estado de alma, é um caminho e neste pequeno cantinho da blogoesfera  encontrei algo que me faz muito feliz: partilhar algo que gosto!

Há nove anos a partilhar! Só me resta dizer...

 Bem-Hajam!!!

terça-feira, 19 de março de 2019

"Reciclar é Poupar" - Mini-Fritattas de Legumes com Atum no Forno


Os ovos são sempre um bom recurso para qualquer improvisação. Para aproveitar o que sobrou do supremo de brócolos e tendo em conta a necessidade de fazer algo para levar na marmita, que não fosse preciso aquecer ou até para um jantar leve a meio da semana lá sairam meio improvisadas estas mini-fritattas de legumes.
De uma assentada terminei o pote de iogurte grego ( pois compro sempre o pote de 1 kg e vou gastando durante a semana), o supremo de brócolos, bem como, acabei com com alguns legumes; a desculpa  ideal para limpar o frigorífico de forma a reabastecer com as compras do fim-de-semana.
Mais uma vez por aqui a palavra de ordem é não estragar.
Com a Primavera a chegar, apetecem os passeios ao ar livre, piqueniques no campo, ou no jardim e até as refeições do dia-a-dia clamam por algo leve e saboroso. Estas pequeninas delicias de legumes, iogurte e ovo no forno, são sem dúvida uma óptima opção a considerar. A base é simples, o recheio pode-se variar, haja imaginação!



Ingredientes:
2 chalotas pequenas ou uma cebola pequena
1 cenoura
2 pimento mini coloridos ou meio pimento vermelho
1 cabeça de brócolos média ( ou 8 c. sopa de Supremo de Brócolos)
5 ovos
125g de iogurte grego magro
2 latas de atum ao natural ou em azeite
salsa q.b.
sal, pimenta preta, noz-moscada
azeite q.b.
manteiga para untar

Preparação:
 1. Leve a wok ou uma frigideira larga ao lume com um fio de azeite, deite a chalota picada finamente, depois junte a cenoura ripada e os pimentos em tiras finas deixando cozinhar 5 minutos.
2. Acrescentar os brócolos picados e deixe cozinhar até amolecer (como tinha preparado o Supremo de Brócolos, usei parte para a fritatta).
3. À parte, bata os ovos com uma vara de arames, junte o iogurte grego, o atum (bem escorrido), salsa picada a gosto, tempere de sal, pimenta moída na hora e noz-moscada. Envolva bem e distribuir pelas formas de queques ( até pouco mais de meio) previamente untadas com manteiga.
4. Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC por 15 minutos aproximadamente ( depende sempre de forno para forno.
4. Servir com uma salada a gosto.



Bom Apetite!

quinta-feira, 14 de março de 2019

"In TeleCulinária" - Supremo de Brócolos


Variar acompanhamentos das refeições principais tem sido um dos meus objetivos para 2019, de forma a reduzir o consumo de hidratos de carbono.  Por vezes dou conta que repito os legumes cozidos a vapor, como o caso dos brócolos, como a  solução mais rápida de os consumir, o que me faz procurar novas receitas para experimentar.
Como ávida consumidora de revistas, livros e programas de culinária, encontrei a receita do supremo de brócolos numa TeleCulinária, revista que me acompanho desde o primeiro número (ainda miúda em casa da minha mãe) e como nunca que me desiludiu, lá ficou marcada para replicar.
Agradavelmente surpreendida com o resultado partilho aqui para a receita para quem quiser arriscar.


Ingredientes:
1 ramo de brócolos grande
3 colheres (sopa) de manteiga
sal q.b.

Preparação:
1. Corte os brócolos em pedaços, coloque-os no liquidificador e ligue-o até que os brócolos fiquem do tamanho de grãos de arroz.
Usei a Bimby  (triturei 7 seg/Vel.5).
2. Transfira para uma tigela e, se necessário, volte a triturar os pedaços que ficaram maiores. ( Na Bimby, não foi necessário repetir).
3. Leve ao lume uma frigideira grande com a manteiga, junte os brócolos picados e deixe saltear durante cerca de 5 a 10 minutos. Tempere com sal, mexa e sirva.
( Em vez da manteiga usei azeite e alho esmagado, no final temperei também com vinagre de sidra, porque gosto muito de temperar também com vinagre)

Apreciação: Receita a repetir, pois é um acompanhamento diferente e variado do usual.
Com o que sobrou fiz umas mini-fritattas de legumes no forno, que serão publicadas na próxima publicação.




Bom Apetite!