quinta-feira, 28 de abril de 2016

Creme de Legumes com Espargos Verdes


Quando planeio a ementa cá de casa, há algo que não pode faltar diariamente: SOPA.
Faço várias, embora haja as preferidas e de vez em quando lá surgem uns cremes inesperados, baseados no que há no mercado ou conforme a estação do ano. Desta vez a oportunidade foi dada por uma promoção nos espargos e nem hesitei quando os vi. Vieram comigo sem saber qual o destino, mas algo delicioso haveria de encontrar, nem que fosse um creme de legumes com um ingrediente diferente. Assim foi, e para variar resolvi improvisar juntando espargos a uma simples base de legumes resultando neste saboroso creme. Há combinações vencedoras e esta é uma delas!

Ingredientes:
2 alhos franceses (só a parte branca)
1 curgete média ou 2 pequenas
1 batata média ou 2 pequenas
8 espargos
azeite q.b
0,5 l de água
sal q.b.

Preparação:
1. Arranjar os espargos, cortando o talo com a mão onde este ceder. Limpar e cortar as pontas.
2. Numa panela deitar azeite no fundo e juntar os alhos franceses em rodelas, a curgete e a batata-doce em pequenos cubos, bem como os espargos em pedaços ( excepto as pontas, que reservei para o final). Deitar suar os legumes no azeite,mexendo sempre até amolecerem.
3. Juntar a água, apenas meio litro e deitar levantar fervura e cozinhar os legumes cerca de 10 minutos.
4. Findo o tempo, triturar com a varinha mágica, temperar de sal e deitar as pontas dos espargos entretanto reservadas. Voltar ao lume e deixar cozinhar mais 2 a 3 minutos.


Bom Apetite!

terça-feira, 26 de abril de 2016

"Reciclar é Poupar" - Uma Espécie de Feijoada


A vantagem de ter um talho de confiança é a de ter a certeza da origem e da frescura de todo o tipo de carne que entra em minha casa. Já comparei com a carne das grandes superfícies e não tem nada a ver. Pode ser um pouco mais cara, mas o sabor é diferenciador e a qualidade também.
Na última visita ao talho comprei carne para fazer um tipo de cozido, não à portuguesa, mas à minha maneira, ou seja, eu gosto de cozer apenas chispe, entremeada e entrecosto de porco, carne de vaca, ao qual junto alguns enchidos como chouriço de carne, farinheira e morcela da Guarda, quanto aos legumes dou preferência à couve coração, batata-doce, nabo e cenoura. Como vêem não é o típico cozido, mas sim o meu cozido.
Sobram sempre carne e enchidos e confesso que faço para que tal aconteça, pois há uma segunda opção para preparar outra refeição reutilizando as carnes já cozidas. No domingo, o dia ideal para o fazer, preparo logo a carne cozida, guardando com a água da cozedura e caixas próprias para congelar, para usar a meio da semana, quando o tempo é pouco para estar na cozinha.
Desta vez sobrou chispe, entremeada, meia farinheira e meio chouriço de carne e como nada se estraga, optei pela minha espécie de feijoada, como lhe chamo, porque faço à minha maneira. 
Enfim, um prato típico para dar as despedidas ao inverno, pois o tempo primaveril parece que chegou de vez e com ele o apetite por refeições mais leves e frescas adequadas às temperaturas amenas que se começam a fazer sentir.



Ingredientes:
- Para 4 pessoas -
Sobras da carne de porco cozida ( chispe, entrecosto, entremeada)
1 cebola
2 dentes de alho
azeite q.b.
1 folha de louro
2 cenouras
2 batatas grandes
1 lata pequena de feijão ( usei encarnado, mas pode usar manteiga ou branco)
Meia couve coração
sal, pimenta q.b.
1 c. chá colorau
1 c. café de pimenta de caiena
1 c. sopa de polpa de tomate
1 golpe de vinagre ou vinho branco ( mais ou menos a olho), o equivalente a uma colher das de sopa.
500 ml de água
Chouriço ( meio) já cozido
Farinheira ( meia) já cozida

Preparação:
1. Num tacho deitar o azeite, de forma a cobrir o fundo do tacho. Deitar a cebola e o alho picado e deixar amolecer.
2 Juntar a folha de louro e a carne de porco já cozida, cortada em pedacinhos, bem como um pouco da água da cozedura. Mexer e deixar cozinhar. Entretanto, deitar uma colher das de sopa de polpa de tomate, uma colher de chá de colorau e uma de café de pimenta caiena e deitar um golpe de vinagre ou de vinho branco. Deixar cozinhar uns minutos. De seguida, juntar mais água e deixar levantar fervura.
3. Assim que levantar fervura, deitar a batata aos cubos, a couve coração ripada, e o feijão.Temperar com sal, noz-moscada e 5 Bagas da Margão.
4. Colocar o meio chouriço cortado em rodelas, a meia farinheira inteira e deixar cozinhar em lume brando cerca de 20 minutos. Eu gosto de juntar a farinheira porque gosto que ela se vá desfazendo no molho, mas pode-se juntar apenas a 5 minutos do fim.



Bom Apetite!

sábado, 23 de abril de 2016

Bolo de Quark com Citrinos



O queijo quark faz parte da minha lista de compras e sempre que está em promoção compro uma embalagem extra para experimentar uma nova receita, ou seja, arranjo a desculpa ideal para fazer mais um bolinho. Mas desta vez, dadas as circunstâncias optei por repetir uma receita que costumo fazer, apenas substituindo o iogurte pelo queijo quark, aliando assim o útil ao agradável.
Na fruteira, moravam há uns dias, uns limões e laranjas biológicos (oferta de uma amiga) à espera de um delicioso e guloso fim, e nada melhor para aproveitar a ocasião e fazer o meu bolo de citrinos, sendo que desta vez o quark substituíu o iogurte. 
O resultado foi um bolo fofinho, bem aromático e super delicioso. 
Nada como um bolinho caseiro para aprimorar o lanche de domingo ou a merenda durante a semana.




Ingredientes:
4 ovos
100g de manteiga
180g de açúcar amarelo
220g de farinha com fermento
1 c.chá de fermento em pó
130g de queijo quark
casca (parte vítrea) de uma laranja e de um limão
uma pitada de sal.

Modo Bimby

1. No copo deitar o açúcar amarelo e pulverizar 15 seg/ vel.9. De seguida juntar as cascas do limão e laranja e marcar mais 15 seg/Vel.9.
2. Colocar a "borboleta" no copo e juntar os ovos ( e uma pitada de sal) e a manteiga em pequenos pedaços. Marcar 2m30/37ªC/Vel.4. Após terminar marcar mais 2m30/Vel.4, mas sem temperatura,
3. Retirar a "borbolea" e adicionar o queijo quark. Bater 10 seg/Vel.4
4. Juntar a farinha misturada com o fermento e envolver 7 seg/ Vel.4
5. Deitar numa forma de buraco ou rectangular ( tipo bolo inglês), previamente untada e polvilhada com farinha, e levar ao forno pré.aquecido a 200ºC, cerca de 25 a 30 minutos ( como o tempo de cozedura varia de forno para forno, convém fazer o teste do palito ao fim de 25 minutos. Se este sair seco retirar de imediato do forno.
6. Deixar arrefecer e desenformar .

Modo Tradicional
1. Bater as gemas com o açúcar e a manteiga até obter um creme esbranquiçado.
2. Juntar o queijo quark e bater novamente até ficar bem envolvido.
3. Bater as claras em castelo com uma pitada de sal.
4. Adicionar a farinha e o fermento e envolver. Por fim envolver as claras em castelo sem bater.
5. Deitar numa forma de buraco ou rectangular ( tipo bolo inglês), previamente untada e polvilhada com farinha, e levar ao forno pré.aquecido a 200ºC, cerca de 25 a 30 minutos ( como o tempo de cozedura varia de forno para forno, convém fazer o teste do palito ao fim de 25 minutos. Se este sair seco retirar de imediato do forno.
6. Deixar arrefecer e desenformar .




Bom Apetite!

sábado, 9 de abril de 2016

Bolachinhas de Alfarroba e Amêndoa


Mais uma variedade para acrescentar à lista de bolachinhas que faço cá por casa. São fáceis e saem sempre bem.

Ingredientes:
220g de Farinha
100g de Açúcar
30g de Farinha de Alfarroba
1 colher (chá) de Fermento em pó (Fermento em pó Royal) 
100g de Manteiga (Utilizei a Vaqueiro especial para Bolos)
1 Ovo
Amêndoas grosseiramente picadas q.b. (usei 80g)

Modo Bimby

No copo deitar todos os ingredientes, (excepto as amêndoas), pela ordem indicada. Programar 15 Seg/Vel.6.
Juntar as amêndoas e marcar mais 7 Seg/Vel.6.
Moldar bolinhas, do tamanho de nozes e espalmar, com a mão ou com um garfo. Colocar num tabuleiro, forrado com papel vegetal, ou untado
Levar a forno pré-aquecido a 180º, durante 20 minutos.


Modo Tradicional

Numa tigela, deitar a farinha com o fermento, o açúcar, a farinha de alfarroba e fazer um buraco. 
No meio deitar o ovo e a margarina ( previamente derretida).
Mexer com uma colher até formar uma massa moldável. 
Juntar as amêndoas e amassar. Formar uma bola e deixar repousar.
Moldar bolinhas, do tamanho de nozes e espalmar, com a mão ou com um garfo. Colocar num tabuleiro, forrado com papel vegetal, ou untado
Levar a forno pré-aquecido a 180º, durante 20 minutos.



Bom Apetite!

Fonte: A minha  imaginação!